Musics....

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

ONZE DE FEVEREIRO

ONZE FEVEREIRO

(CARIS GARCIA)

ALÍVIO DA GAIOLA VAZIA
PINTURA SEM BRILHO
TOSCO PÁLIDO, TREM SEM TRILHO
GUERRAS SEM SENTIDO
RÉGUAS CARTÕES E ALAS
PARA TUDO EXISTE RAZÃO

LIBERDADE METÁLICA
E A SENSAÇÃO FALSA DE CHUVA
BOLSAS QUE DESOBEDECEM O PADRÃO
PAÍSES QUE DESENVOLVEM PARA O CHÃO

MOBÍLIAS E IMÓVEIS QUEBRADOS
TETO E LUZ DA ESCURIDÃO
SONHOS SENTADOS NA AREIA,
SENTIMENTOS SENTADOS NO CHÃO

VARIÁVEIS E NÚMEROS CALCULADOS
DESPESAS GASTAS INUTILMENTE
DINHEIRO QUE ENTRA HONESTAMENTE
DINHEIRO QUE SAI PELO PORTÃO
E QUEM CONTROLA O CARTÃO?

PRESIDÊNCIA SONHADA
A CONTA EXAGERADA
A VIDA ARRUINADA
COERÊNCIA ABANDONADA
AINDA EXISTE LUZ
PARA EXISTIR A ESCURIDÃO

Um comentário:

fernanda odaguire disse...

só 1 pergunta: 11/02 é um título artístico? porque ao ler esse poema, ele parece tão real!