Musics....

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

DESPERTAR

Despertar da renovação anunciada

apartada no saber que se acumula

pretexto da evolução que circula

resguardada do sofrer d'uma água-furtada...


Quando os portões da esperança se abrem

e o botão desabrocha em exímia flor

evolução no ritmo da alavancagem

impulso divino e acelerador...


A alma exige o uso do recebido dom

e renuncia o pedir para somente doar

junto a nona sinfonia em meio-tom

e uma biblioteca vazia para alimentar...


Interpretar os desafios e agradecer

Uma aliança eterna pela fraternidade

e no conjunto da obra o suave parecer

o não profundo à toda barbaridade...


Unir-se em apoios e aprendizagem

ouvir e observar além do previsível

o adeus da vida semisselvagem

e a fé de que não há o impossível...


Atravessar a ponte do concreto

e ver muito mais que o invisível

acumular passos no caminho correto

o retorno comemorável e sensível...

3 comentários:

fernanda disse...

adorei a humildade e sabedoria do poema. O não pedir, o doar, o saber e ao mesmo tempo... perfeito equilbrio!

Rodrigo disse...

Ano Novo, um novo despertar junto renova a vida... os portões, a flor, os desafios, tudo perfeito.. adorei sua linha de raciocínio.. Perfeito equilíbrio de sua sabedoria.. parabéns.. te amooo

jackeline disse...

Por quê questionar o que é óbvio? Mesclar realidade com poesia, divagar e atuar... "e a fé de que não há o impossível"...simmmm!!! A cada dia vivido, um aprendizado! Assim somos e formamos todo o nosso ser que, no seu caso, é toda amor DISSO NÃO HÁ DÚVIDA! rsrs
Bjs miga e relaxa rsrs
Jacks