Musics....

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Solstício de inverno (Caris Garcia)

Solstício de inverno
(Caris Garcia)

Ilustração: Teigi Hirae




















Esses dias tão congelantes 
Que precedem o solstício do inverno
Mantendo o olhar cintilante
O sorriso ainda sincero e terno...

A alma paira, estática sobre a caixa de cristal
Dentro da montanha inacessível e alta
Onde são escritas as linhas do livro astral
Proferidas em canções das luzes da ribalta...

Cada estrela de neve que cai
Como um manto mui acolhedor
O pensamento certeiro de um samurai
O último desejo da essência do amor

Pincelando tudo de branco
Sussurrando canções em línguas mortas
Os portões e anéis destranco
Estão abertas as celestiais portas...

Como o véu da noiva, vem a neblina
Até o cume , tudo revestindo 
De uma palidez que paralisa e fascina
O abraço gélido da estaçao murmurando "Bem vindo"

Vai se fundindo ao corpo, alma e coração 
A pulsação é lenta, vagarosa, mas calma...
A notável mudança no mapa da constelação
Tudo visto pela velha cigana...no meio da palma...

Neste estado pós caótico o nada faz o sentido
A beleza da palidez perfeita de todo conjunto
A noite vira o dia, o sol não tem amanhecido
Quem tem coragem enfrenta ! Que seja o frio o principal assunto!

Os animais hibernam e a floresta se cala
Recolhe-se a alma lentamente 
a voz rouca quase nem mais fala
Apenas o olhar é confidente...

Um comentário:

jackeline disse...

Oi miga.
Senti a pureza de uma alma que, mesmo em meio que ela vive... não perdera sua pureza! Não estranho ler e me sentir em meio dum território ermo, mas vivo, cheio de neve e sem nenhum ventinho! Vc consegue me transportar para este lugar! Só vc mesma! rs
bjo
Jacke