Musics....

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

MUNDO LIVRE - Caris Garcia

MUNDO LIVRE

(Caris Garcia)

Eu vejo um mundo tão livre...
Gotas penduradas ali no varal
O beijo terno, a chuva dividi...
Terra grata, sempre alto-astral

Terna como a mãe, a brisa cai
Cobrindo suavemente o filho
O planeta se rende.Mãe e pai!
Areias e ondas! O tom parálio...

O pássaro em seu vôo rasante...
Pintura conservada no templo
O andar corajoso deste pisante
Escolha certa, decisão a tempo

O lar próprio, não improvisado
Baixos muros dividindo vidas...
Famílias e telefones ultrapassados
E as raízes das árvores agradecidas

Mundo livre! Posso até ver a torcida!
O sonho na aurora, no depois e antes...
Pássaros batendo suas asas coloridas
Seguindo em ventos tão aconchegantes

Entoando as suas mais belas canções
Seguem seu destino de dois em dois
Pois as nuvens não são mais carregadas
A alegria é eterna! Felicidade chegada!

Homens, desta Terra tão livre, correndo...
A mente tão ilimitada, despreocupada
Acesas as ribaltas da vida, rua acertada
Roupa da liberdade! Não há mais remendo...

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

MUNDO DA RAZÃO - (Caris Garcia)

"Bem vindo ao mundo da razão"
A soma! Dois mais dois é quatro!
olhe a placa, na arena do teatro...
"Na vida, nada acontece em vão..."

Tão simples este resultado...
Desmascara a vil ideologia
"Tira o sabor achocolatado!"
Assim o coelho apressado proferia...

Entretanto, não esperar, é fazer!
Certamente, uma ordinária conclusão
Não caminhar na rota, ao bel-prazer...
É demorada esta lição? Sim? Quão?

Na pressa? Espanta o anseio!
Na rotina? Dissolva o desejo!
Esvazio o poço hoje tão cheio?
Deito na rede? Ensaio um bocejo?

Nesta época que corre aos rodapés
Este ar tão suspenso, frio e viral
Nada de contatos! Só um aceno. Até...
Queridos! Equilibrem-se no fino beiral...

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

PROCESSOS DA VIDA - Caris Garcia

PROCESSOS DA VIDA
(Caris Garcia)

Ensaio para a humanização
Carta, correio e selo
treino para o homem ancião
dissipar o olhar de gelo

Ensaio para a iluminação
um selo, carta e correio
ignorar o palhaço resmungão
Cortar a vida ao meio

Ensaio para a exceção
O Correio, selo e carta
carro fora da rua contramão
o semáforo que ordena e aparta

Tratado do orientador, tráfego
vermelho, verde e amarelo
quem obedece este sábio gráfico?
Essas três cores, eu desvelo!

Vermelho. Sangue, rubi...Pare!
Não siga! É dos outros, a vez!
Quem desce ou sobe no gare ?
O horário do chá será às seis?

Verde. Seiva, tenro... Siga!
Corra na vegetação! Coma verdura!
Descubra a identidade da amiga...
Invista na verdade linha-dura

Amarelo, ouro, topázio...Atenção!
Palidez no ato de observar!Sorriso...
Não perca o equilíbrio.Sem Tropeção!
Respeito pela vida! Mirabile visu!

Uma Carta, o selo e o correio
O verde, o amarelo e o vermelho
Ande nas regras do mundo alheio
olhe-se com dignidade no espelho!

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

MÚLTIPLAS ROTAS - Caris Garcia

MÚLTIPLAS ROTAS
(Caris Garcia)

A doçura do terno equílibrio
caixa de música, bailarina
subida íngreme sem martírio
refresco num lago azul-piscina

A verdade da consciência, a paz
céu tão azul, brando e límpido
Evolução? Quero mais, bem mais
desses fogos, o colorido estampido

o pisar tão forte, tão maduro
uma fortaleza que jamais quebra
a Reforma Protestante de Genebra
é difícil vencer esse urso-escuro

o pensamento pode reter as emoções
Reger o próprio destino e vencer
Concerto de pianista, comum-de-dois
Conjunto de obras únicas, ateliê

Não tema nenhuma pedra nesta ida!
neste ato de subir esta montanha
Solte essa voz hoje um pouco fanha
E dança alegremente as rotas da vida!