Musics....

sexta-feira, 16 de abril de 2010

O postulado da solidão (Caris Garcia)

O postulado da solidão
(Caris Garcia)

O êxtase lírico em profundidade...
O abalo do sentimento deveras oculto
O sol se despedindo em tom escarlate
No alto da montanha, o ser absoluto

Sem razões para sorrir ou chorar
Nenhuma nota a ser lida no rodapé
Somente a passagem Inca é subliminar
Sendo o efeito apenas o que de fato se é...

Ah...Hoje, só desprovidos fragmentos...
Amanhã certamente estrofes peculiares!
O natural adágio do ambiente sonolento
Desta essência não existem tais exemplares...

O fardo da lembrança bem-vindo
Sendo esta muito boa ou ruim
Uma gota do licor de tamarindo...
A melodia do festivo bandolim...

Depois dos dons jamais usados
Dos raios adormecidos na endosfera
O futuro em guerra com o passado
O presente na espreita, na espera...

Mal trajados coiotes do monólogo
Línguas abolidas do homem que se basta
Verás a dependência e os fins bem logo
O vínculo brotará da tua própria casta...

A metamorfose que fora interrompida
Sem estados físicos tampouco quânticos...
Na solidão, somente a leve e solta recaída
Abnegados proclames aos ventos pudicos...

5 comentários:

Fernanda Odaguire disse...

Esse poema fez mais sentido para mim depois de saber o 1% do processo de criacão - quanto trabalho!

No entanto, vejo agora que tanto trabalho, leitura, tanto esforço se traduzem em tanto TALENTO!

A solidão é isso e tanta coisa está no processo, parabéns por mais uma obra!

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


TE SIGO TU BLOG




CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...


AFECTUOSAMENTE
MEU UNIVERSO

ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CHOCOLATE, EL NAZARENO- LOVE STORY,- Y- CABALLO, .

José
ramón...

Teigi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jackelinecollor disse...

Não há que se mancomunar... há sim: de se entender, compreender, conviver... amar!...
Admitir a derrota sem nenhuma luta... é fato na maioria!
Há que se olhar para outros umbigos,
Pois olhar para si só, é mesquinhez, senão narcisismo.
O umbigo filho, é o legado, a continuação da existência.
Problemas todos têm...
Problemão é quando valorizamos demais o problema
Solução é a resposta
Isso está dentro da alma
É coisa da alma.
Nunca admita por ansiedade
Pois há muita luta pela frente, lições à aprender, lições à compreender.
Vamos à luta! Vamos ao revés! O revés têm sabor de vitória; é fato!
Parabéns pela sua obra, é de alma! É da guerreira.

Teigi disse...

PAREBÉNS! BELO TRABALHO. ABS