Musics....

quarta-feira, 26 de junho de 2013

A Rocha (Caris Garcia)

A Rocha
(Caris Garcia)






















Cada um cresceu com sua tragédia pessoal
Era viúvo o pai do menino
Se fechou em seu destino cretino
o que poderia fazer afinal?

A mãe falecera em seu nascimento
assim o menino de seu pai ouvia
Essa fala do pai era um tormento
só tinha um momento de alegria

A mãe viúva criava sua menina
longe dos olhares dos curiosos
tão triste como a bomba de hiroshima
proibia-a de olhar para o menino “charmoso”

O que é proibido é mais divertido?
pois bem pra eles era uma brincadeira
lançavam doces e ternos olhares atrevidos
Há paixão...Mesmo que o mundo não queira...

Depois de procurar em toda floresta
Acharam o esconderijo mais oculto
E lá, sozinhos fizeram eternas festas
distantes de todo e qualquer tumulto

A rocha era o local mais privilegiado
por árvores altas e campos passavam
Avistavam a taberna e o abismo ao lado
bebiam água, passavam a ponte e lá chegavam

Margeada de miúdas flores perfumadas
A rocha uma enorme cama parecia
escondia uma caverna na entrada
ali qualquer mal padecia

Certa vez, nada ocorreu como deveria
ela passou pelos campos, do dia esqueceu
e ele não foi ao seu encontro! Coração cheio de fobia...
O mundo girou em segundos pausados...Ele desapareceu

Voltou para o vilarejo
para  tentar descobrir o mistério
os inimigos em pleno festejo
os corpos nos troncos...Flores de cemitério

Por sorte ou azar ela ainda sobreviveu
um novo motivo para renascer ela ganhou
e um filho dele na barriga cresceu
"Partirei, mas minha alma te dou"

Com 03 anos a criança um anjo ascendeu
doença incurável dessas sem aparente razão
sem um norte pra chamar de "meu"
Para a vida ela disse não...

Anos , muitos anos depois
Numa caverna embaixo de uma Rocha
encontraram três esqueletos e não dois
e a florzinha miúda ainda lá desabrocha...


Nenhum comentário: