Musics....

domingo, 7 de julho de 2013

O Chamado (Caris Garcia)

O Chamado
(Caris Garcia)






















A mente rodopiava em seus umbrais profundos
Alimentando-se de suas esferas infernais
Rastejou todo sentimento moribundo
E clamou: Dancem em mim! Oh ! Ancestrais

Um caminho na noite da floresta acendeu
Com o coração batendo, ouviu os tambores
Nesta jornada adentrarei em busca do meu eu
Largo pelo caminho, o medo, tabus e pudores

Próximo de mim pude sentir tamanho o calor
De um imensa fogueira, cintilando o luar
Tinha um chamado que eu ouvia...um fio condutor
Nem se eu quisesse, era impossível me afastar

Meu corpo seguia aquela voz num louco bailar
O ritmo adentrava na alma explodindo mil megatons
Os elementos espírito, fogo, terra, água e ar
Todos juntos dentro de mim numa mistura de sons...

A dança era incessante, forte, hipnótica
O corpo já possuído tinha seu próprio querer
Não se descreve tal momento por nenhuma ótica
Tem que mergulhar no mais denso anoitecer

Aquela noite mantinha o tempo parado
o segundo teimoso não desobedecia
O sol se manteve quieto e calado
Viveram vidas inteiras na noite sem um único dia...

Nota: Recomenda-se ler a poesia ouvindo https://www.youtube.com/watch?v=jiwuQ6UHMQg


3 comentários:

jackeline disse...

ai miga. Até pareceu que vc viveu mesmo essa época de tão intensa que foi a descrição mística.

Um encanto de um tanto.

Bjsss Jack

Noslen Ariexiet (Direitos Reservados) disse...

Texto místico, bem costurado nas rimas, numa junção concatenada com a música do Adrian Von Ziegler! Abraços musicais!

Rodrigo Amaral disse...

Perfeita poesia, perfeita musica.
Você é sensacional.
Beijos,