Musics....

terça-feira, 8 de julho de 2014

O Ciclo Infinito (Caris Garcia)

O Ciclo Infinito
(Caris Garcia)





Ilustração : Teigi Hirae





















Nossa origem complexa, "élan vital"
Com o despertar se mesclava a consciência
Não foi ao acaso, nem acidental
Eu em você, você em mim..."Reticentia"

Arrebatar o êxito em sua procura
Impulso arrebatador do seu nirvana
O afeto inocente, derramando candura
Qualquer tempo...No navio, celeiro, cabana

 
Mostrando a descrença do avesso
Ímpeto da vontade dos tratados antigos
Para alguns, seria do sentimento, "excessu"...
Um pra cá, outro pra lá... Castigo!?

 
O querer sem medidas nem pausas
Nossa disposição que não se remedia
Não nos desviaremos dessa nobre causa
Nem quando eclodir o sumo da agonia

 
Sol e lua, menino e a menina
O rolar da rocha parada a força
O corvo e a águia de rapina
Inquebrável elo do moço e da moça

 
A tropa de frente tão sua e minha
Genuíno documento com detalhes tão briosos
Registrado com caneta tinteiro na escrivaninha
O pensamento agregado ao seu...Triunfo glorioso...


 
Seus átomos envolvendo essas máximas tão minhas...
Que se espalham e em mim... Peculiar abordagem!
Nosso ninho interno em uma só linha
Onde eu for ou você estiver...Recomece a contagem!


Recomenda-se ler ouvindo >>  https://www.youtube.com/watch?v=rmRBZB_o8MM

2 comentários:

Lapidador de palavras disse...

Durante o periodo dos cinco sentidos pude perceber a grandiosidade da obra prima divina, a Terra... ela com seus eus e seus ais nos mostra coisas tão incriveis quanto sua propria criacão... o amor... fonte de toda vida e insiracão, eleva-nos ao seu estatus, vejamos com seus olhos... a imaculada ciencia...

Yehrow disse...

Adônis.Dante de mãos dadas.


O querer sem medidas nem pausas

Nossa disposição que não se remedia

Não nos desviaremos dessa nobre causa

Nem quando eclodir o sumo da agonia